top of page

A FADA ORIANA

Sophia de Mello Breyner Andresen

"(...) O mundo está desencantado. Quero ir para a cidade e quero tornar-me igual aos outros homens (...)". Assim diz o poeta e assim faz: No seu quarto nove malas já estão feitas, de formatos e cores diversas, com mundos lá fechados e a descobrir, é só abrir! Mas batem à porta, agora? Uma menina amiga, de há muito, imaginou-a sempre o Poeta com asas, vem despedir-se... é tempo de ir, tempo que sempre falta, cada vez mais! Mas a menina de olhos sonhadores mira e remira cada mala ou malinha. A curiosidade nunca matou o gato, ela sabe, e por isso já vai abrindo uma, tinha o poeta só virado costas para olhar paisagem. E tudo se transforma."

Rui Mário 

FICHA TÉCNICA

Encenação I Rui Mário

Música Original I Pedro Hilário
Direcção de Actores I Samuel Saraiva
Interpretação I Joana Rodrigues e Samuel Saraiva
Figurinista I Teatro TapaFuros

Designer I Sofia São Miguel
Fotografia I Sérgio Santos
Produção Executiva I Joana Rodrigues
r

"O mundo das fadas nas palavras inigualáveis da poeta deslumbram e conduzem-nos numa viagem pela estória de Oriana. Partindo da própria dramaturgia apontada pelo conto, a peça dirigida ao público infanto-juvenil, oferece um universo de possibilidades aqui exploradas com mestria."

Joana Inglês in canelaehortela.com

bottom of page